29 de agosto de 2003

Hoje é necessário estrapolar (ou será extrapolar?)
Fugir dos limites
Não se importar com as consequências
Exacerbar os limites do senso comum (muito boa essa)

Quando penso em "sexta-feira" meu corpo pensa:
"DE NOVO NÃÃÃÃO"

E eu em meu egoismo penso: "vá se ferrar... soh mais esse, aguenta aí"

isso tudo será por eu ter uma necessidade de ser diferente, querer chamar atenção,
gostar do que faço ou simplesmente porque nao consigo me manter ao nivel dos normais?

eh estranho eh estranho
sempre penso nisso

entao pra resolver tudo vou ao posto compro um litro de qualquer coisa alcoólica
fumo uns aqui, outros acolá
e esqueço temporariamente meus problemas

chega a ser irônico
mas é assim que me divirto...
comigo mesmo
Hoje serei Penny Lane!!!!
Ah se não fosse tão clichê!!!
As cabeças me fizeram bem!
E agora, ao invés de um machado, quero um grande e fofo par de asas!!!!!!!!!!
Hummmm estou tão leve !!!!!!!!!

(Preciso de drogas - hahahahahahahahahaha)
"Lálálálálálá Mystery Tour ... "
"Lálálálálálá Mystery Tour ... "
"Lálálálálálá Mystery Tour ... "

Vou construir alguma arma química, não gosto de explosões..
Ou comprar um machado novo, preciso cortar cabeças novamente.

Todos temos nosso "dia de fúria" e é algo realmente incrível a transformação que se dá com nosso psico nessas situações.
Meu id foi abolido do meu inconsciente está manhã.

Mas vou procurar algumas cabeças agora e depois voltamos a conversar.

27 de agosto de 2003

*Não me surpreendo com o abuso que tem sofrido a palavra "evolução". Eu não evoluo, eu sou. Em arte, não existe nem passado nem futuro. A arte que não é do presente não é de tempo algum. Não é arte.


*O que vocês pensam que seja um artista? Um imbecil feito só de olhos, se é pintor; ou só de ouvidos, se é músico; ou de coração em forma de lira, se é poeta; ou mesmo feito só de músculos, se se trata de um pugilista. É exatamente o contrário. Ele é ao mesmo tempo um ser político, sempre alerta aos acontecimentos tristes, alegres, violentos, aos quais reage de todas as maneiras. Não, a pintura não é feita para decorar apartamentos. É um instrumento de guerra para operação de defesa e ataque contra o inimigo.

Pablo Picasso


Prefiro seus comentários do que suas telas.
Fato

Francamente, onde estão os policiais quando precisamos deles?
Hoje fui alvo de uma tentativa de assalto.
Dois marginais tentaram roubar meus cigarros e algumas moedas, ficaram reclamando que eu só tinha isso, então eu disse que não iria entregar nada a eles. Porra!!! Vem me roubar e ainda preciso ouvir reclamação? Mandei logo toma no cú.
A partir daí a coisa engrossou, já tomei tapa na cara e chute na bunda, esbocei uma reação e logo me apresentaram um artefato que eu demorei a entender do que se tratava, mais parecia um garfo alienigena que se usava ao contrario, nem era tao grande, mas estava tão enferrujada que eu ira pegar um tétano e faleceria ali mesmo.
Tudo bem, tudo bem eu falei, entreguei os poucos reais que eu tinha e meu maço de cigarros novinho, tinha fumado dois apenas, mas também tratei logo de apanhar alguns para mim. Foi quando a arma alienigena entrou em ação e quase decepou meu dedo indicador.
- Vai se fuder!!! Que merda, enfia isso ai no cú dele seu FDP.
Os dois olharam para mim com os olhos arregalados e as veias do pescoço a mostra, senti que empalidecia.
Tentei argumentar, mas acho que eles não entendiam, não por estar nervoso, por eles serem burros, burros como uma porta ou burros como a pedra que eu arremessei contra eles, em cheio na testa do que estava mais proximo de mim, aparentemente a cabeça rachou no meio, tive a impressão de ver uma parte do seu cérebro, o segundo veio tão rápido em minha direção que enfiou o pé no cranio semi aberto do amigo, tive certeza que a cabeça rachou no meio e o cérebro fora emagado completamente, o pé dele ficou preso, foi meio engraçado, ele continuou a me perseguir com um corpo preso no pé.
Eu já caminhava ao invés de correr, e o assaltante ia ficando para trás ao mesmo tempo em que pessoas paravam para olhar.
Revista elege Jimi Hendrix e Allman como os melhores da história

Os falecidos roqueiros Jimi Hendrix e Duane Allman lideram a lista dos 100 melhores guitarristas de todos os tempos, que será divulgada na próxima edição da revista Rolling Stone.

Hendrix, que invariavelmente encabeça esses rankings, recebeu uma entusiasmada homenagem do guitarrista do The Who, Pete Townshend, que escreveu que ele "tornou bela a guitarra elétrica".

Townshend lembrou que um dos shows de Hendrix foi "tão profundamente poderoso" que ele se encontrou de mãos dadas com o guitarrista Eric Clapton.

Allman foi elogiado pela revista por transformar "a poesia do improviso" com a Allman Brothers Band, banda de rock de Atlanta que fundou com seu irmão mais novo Greg em 1969.

B.B. King, que fará 78 anos no mês que vem, veio como terceiro na lista. "Seu 'bending' e vibrato fizeram sua famosa guitarra Lucille chorar com uma mulher", disse a revista.

Clapton ficou em quarto lugar, seguido do blueseiro Robert Johnson. Os outros que ocuparam as 10 primeiras posições são Chuck Berry, Stevie Ray Vaughan, Ry Cooder, Jimmy Page e Keith Richards.

O 100o lugar ficou com Kim Thayil, do grupo Soundgarden. O próprio Townshend ficou na 50a. colocação. Apenas duas mulheres entraram na lista: Joni Mitchell na 72a. posição e Joan Jett no 87o. lugar.

O guitarrista da Stax, Steve Cropper, que ficou em 2o. lugar na pesquisa da revista Mojo em 1996, ocupou apenas a posição 36 na lista da Rolling Stone. Dois lugares atrás dele ficou Peter Green, do Fleetwood Mac, que era o 3o. na Mojo.
"Respirar fundo. O que é a morte senão o fim da respiração?"
(Timothy Leary)
Sonhos apocalípticos.

Vem me buscar, ninguém me tira de lá. É triste, e tenho medo. Encosto de leve na minha mãe para que a realidade não me abandone durante a noite. Não quero viajar para lá sozinha, quero que alguém me acompanhe, embora quase sempre estejam todos lá.
Miragens, alucinações, não sei, sei que é real, pelo menos naqueles instantes, tudo acontece, tudo pode acontecer, não existem as leis físicas, nem as dos homens.

"So if you wake up with the sunrise,
And all your dreams are still as new,
And happiness is what you need so bad,
Girl, the answer lies with you, yeah."

26 de agosto de 2003

Burning Man não envelhece

Esta semana, cerca de 30 mil pessoas devem se dirigir a um remoto lago seco no deserto de Nevada para a décima sétima edição do fenômeno da cultura nerd, conhecido como Burning Man. O evento - parte cerimônia pirotécnica, parte festa, parte surrealismo indescritível - começou em 1986, quando os fundadores Larry Harvey e Jerry James improvisaram uma figura de madeira para comemorar o solstício de verão e então a incendiaram na Baker Beach de San Francisco. O acontecimento anual cresceu com o tempo, migrando para Black Rock City, no estado de Nevada, em 1990. A edição 2003 começa hoje e vai até o dia 10 de setembro.

A cada ano, um tema é escolhido para as apresentações e manifestações artísticas da Burning Man. As edições passadas trouxeram temas como Tempo, Inferno, O Corpo e Mundo Flutuante. Este ano, o tema Além da Crença convida os participantes a explorar a espiritualidade humana num mundo saturado de informação.
Opçoes da Notícia
Top 5 Notícias de Hoje

* Burning Man não envelhece
* Toyota cria carro que estaciona sozinho
* Cidade natal de Saddam ganha acesso à Web
* Nasa lança novo observatório orbital
* Teste de DNA sem sair de casa

Pergunte a qualquer burner (que é como os participantes costumam ser chamados) o que é o Burning Man e você provavelmente vai ouvir a mesma resposta: o evento é mais do que a soma de seus carros decorados, esculturas cinéticas ou corpos bronzeados cobertos de tinta e glitter - e, às vezes, pouco mais do que isso. Você precisa experimentar para compreender, é o que eles sempre dizem.

"Não sei explicar", responde Dimitri Timohovich, o pirotecnista licenciado responsável pela queima do Homem que dá nome ao festival. "Ele é o que você faz dele. Eu apenas gosto de estar lá, ver tudo o que há de legal para ver e fazer o show".

John Perry Barlow, um dos fundadores da entidade de defesa dos direitos individuais na era digital Electronic Frontier Foundation (EFF), participa desde 1997. "O mais importante a respeito do Burning Man é que ele é a experiência mais pessoal que consigo imaginar", afirma. "Não existe nenhum meio realmente útil de transformá-lo em dados. Não se pode informatizá-lo publicando-o em weblogs, filmá-lo ou fotografá-lo, porque boa parte do que acontece lá não pode ser traduzida em informação".

Jim Graham, um voluntário da organização do festival, não se incomoda ao ouvir que o Burning Man é uma espécie de carnaval com mais areia e drogas. "Sempre que alguém faz uma generalização desse tipo, eu digo algo como 'sim, é exatamente isso' e sorrio", conta. "No começo, eu vinha pelo espetáculo. Agora, volto em busca da oportunidade de interagir com pessoas tão criativas".

Alguns burners de primeira viagem têm dificuldades em se adaptar. "Um grupo de Israel quis fazer um acampamento servindo comidas típicas de seu país 24 horas por dia", recorda Graham. "Eu disse que talvez fosse uma idéia melhor eles fazerem isso apenas no horário do jantar. Eles fizeram tanto sucesso que estavam esgotados ao final do terceiro dia. Aquilo é uma cidade de 30 mil habitantes no meio do nada, então é preciso fazer algumas considerações práticas. Bicicletas são roubadas, pessoas brigam por causa do volume da música eletrônica e existem as questões de higiene. Mas mesmo assim, não há nada igual".

Para muitos participantes, parte da diversão está em esquecer o e-mail, o trabalho e a hiperconectividade. Celulares não funcionam em Black Rock City, e o orelhão mais próximo está a várias horas de distância. Para outros, o desafio de utilizar tecnologia moderna num lugar tão remoto é uma espécie de esporte de aventura para nerds. Este ano, as instalações tecnológicas vão incluir blogs móveis, lança-chamas programáveis e vários projetos experimentais com softwares de redes sociais.

Outros estão à procura de algo mais sublime - o tipo de experiência efêmera que não cabe em sites da Web ou mensagens de texto. "Na manhã seguinte à queima do Homem ano passado, fui de bicicleta até o local da cerimônia. O sol estava nascendo", lembra Barlow. Não havia mais ninguém naquela estrada de areia e todo o horizonte parecia vazio, exceto por algumas pessoas que começavam a acordar. De repente, um sujeito que eu não tinha visto ao meu lado começou a tocar uma música linda numa gaita de foles. Éramos apenas nós, o nascer do sol e a silhueta do Templo da Alegria ao longe. Foi um momento perfeito, mas não consigo descrever por quê".

"Foi um daqueles momentos em que você sente que tudo está exatamente como deveria estar", completa. "Você simplesmente tinha que estar lá".

http://www.flaminglotus.com/FlamingLotusPhotos
Clube onde os Beatles começaram poderá ter filial no Brasil
Reuters

O histórico Cavern Club, bar em Liverpool considerado o berço dos Beatles, poderá se tornar uma rede de estabelecimentos em diversos países do mundo, incluindo o Brasil.
Segundo o site Ananova, a empresa que administra o bar inglês planeja abrir filiais do Cavern Club na Austrália, Espanha, Estados Unidos e Brasil, que deverá ter réplicas do estabelecimento em São Paulo e Rio de Janeiro.
Para Bill Heckle, presidente da Cavern Club Tours, se tudo correr como previsto, a unidade carioca poderá ser inaugurada dentro de seis ou nove meses.

"Essa é uma oportunidade fantástica para espalhar o nome dos Beatles e do Cavern Club pelo mundo", afirmou Heckle.



Cada uma das novas filiais terá o mesmo nome, imagens, logomarca e publicidade do Cavern Club original.
O Ananova revela que as informações foram divulgadas no último fim de semana, quando foi realizado, em Liverpool, o festival de Mathew Street, em homenagem ao mais famoso grupo da cidade, os Beatles.

25 de agosto de 2003

O paradoxo de nosso tempo na história é que temos edifícios mais altos, mas pavios mais curtos; auto-estradas mais largas, mas pontos de vista mais estreitos; gastamos mais, mas temos menos; nós compramos mais, mas desfrutamos menos.
Temos casas maiores e famílias menores; mais conveniências, mas menos tempo; temos mais graus acadêmicos, mas menos senso; mais conhecimento e menor poder de julgamento; mais proficiência, porém menos problemas; mais medicina, menos saúde.
Bebemos demais, fumamos demais, gastamos de forma inadequada, rimos de menos, dirigimos rápido demais, nos irritamos muito facilmente, ficamos acordados até tarde, acordamos cansados demais, raramente paramos para ler um livro, ficamos tempo demais diante da TV e raramente oramos.
Multiplicamos nossas posses, mas reduzimos nossos valores. Falamos demais, amamos raramente e odiamos com muita frequência. Aprendemos como ganhar a vida, mas não vivemos essa vida. Adicionamos anos à extensão de nossas vidas, mas não vida à extensão de nossos anos. Já fomos à lua e dela voltamos, mas temos dificuldade em atravessar a rua e nos encontrarmos com nosso vizinho.
Conquistamos o espaço exterior, mas não nosso espaço interior. Fizemos coisas maiores, mas não coisas melhores. Limpamos o ar, mas poluímos a alma. Dividimos o átomo, mas não nossos preconceitos.
Escrevemos mais, mas aprendemos menos. Planejamos mais, mas realizamos menos.
Aprendemos a correr contra o tempo, mas não a esperar com paciência. Temos maiores rendimentos, mas menor padrão moral. Temos mais comida, mas menos apaziguamento. Construímos computadores para armazenar mais informações para produzir mais cópias do que nunca, mas temos menos comunicação. Tivemos avanços na quantidade, mas não em qualidade.
Estes são tempos de refeições rápidas e digestão lenta; de homens altos e caráter baixo; lucros expressivos, mas relacionamentos rasos. Estes são tempos em que se almeja paz mundial, mas perdura a guerra nos lares; temos mais lazer, mas menos diversão; maior variedade de tipos de comida, mas menos nutrição. São dias de duas fontes de renda, mas de mais divórcio; de residências mais belas, mas lares quebrados.
São dias de viagens rápidas, fraldas descartáveis, moralidade também descartável, ficadas de uma só noite, corpos acima do peso, e pílulas que fazem de tudo: alegrar, aquietar, matar.
É um tempo em que há muito na vitrine e nada no estoque; um tempo em que a tecnologia pode levar-lhe estas palavras e você pode escolher entre fazer alguma diferença ou simplesmente apertar a tecla DEL.
(Não conheço o autor)
Viagens e explorações, intergalaticamente falando estou nas nuvens!
Vamos buscar a arca de ouro? Humm preciso fazer mais dessas expedições, solitárias são melhores.
Você descobre coisas mágicas nos olhos das pessoas. Beatles, Jefferson, não sei o que ouvir.
Algo que afague meus doces ouvidos. De mel é feita a minha boca.
Quem topa uma viagem alucinante?
Primeira classe, 100 um número cores, muitas, todas lindas. Querem?
Me deêm um beijo então..



p.s.: ouvindo - Beatles - Magical Mystery Tour

22 de agosto de 2003

"Você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você." (Shakeaspere)


Difícel, não? Quando temos que fazer escolhas.
Se algo nos incomoda, mas mesmo assim, não queremos desistir. Temos que fazer uma escolha ou sofreremos para sempre.
Parece tão medíocre ter que desistir... talvez já tenham desistido de mim.
Talvez eu já tenha desistido e agora... bom agora... só.
Inglaterra barra brasileiros por causa dos Beatles


O governo britânico rejeitou a entrada no país de seis brasileiros que não sabiam as respostas de perguntas sobre os Beatles. O grupo dizia que queria entrar no país para participar do Festival de Mathew Street, em Liverpool, dedicado à lendária banda britânica.
De acordo com o jornal Daily Post, os seis brasileiros erraram perguntas básicas, como quem era Yoko Ono (a viúva de John Lennon) e achavam que o baterista Ringo Starr já tinha morrido. "As autoridades de imigração perguntam aos brasileiros em português quantos dos Beatles ainda estavam vivos e que músicas eles conheciam", disse Bill Heckle, organizador do festival que acontece neste fim de semana.

Um porta-voz do Ministério do Interior britânico confirmou que seis brasileiros tiveram a entrada no país rejeitada pelas autoridades no aeroporto de Heathrow (Londres) na quinta-feira. Ele disse que os brasileiros foram questionados sobre a razão da visita e que "possivelmente" foram feitas questões mais específicas.

O resto do grupo que pretendia participar do festival foi aceito pelas autoridades e seguiu viagem para Liverpool. O Festival de Mathew Street é o maior festival de música que acontece no centro de uma cidade na Grã-Bretanha e está em seu 11º ano. No ano passado, ele atraiu 300 mil pessoas e 200 bandas.

21 de agosto de 2003



"O ator norte-americano (de "Edward Mãos-de-Tesoura") foi convidado pelo diretor Tim Burton para interpretar o personagem principal do "remake" do filme "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (1971). Se o ator aceitar o convite, a nova produção começará a ser rodada no ano que vem. Essa será a segunda vez que o livro "Charlie and the Chocolate Factory" (Charlie e a Fábrica de Chocolate), de Roald Dahl, ganhará uma versão para o cinema. Na primeira versão, Gene Wilder interpretou o papel."
(da Folha de S.Paulo)

A Fantástica Fábrica de Chocolate é uma jóia rara. Com Gene Wilder em seu mais expressivo papel, Willy Wonka, a película conta a história de Charlie Bicket, um garoto pobre, que apesar da pouca idade ajuda a sustentar a casa onde vive com a mãe e os avós doentes. Ganhando, através de um concurso, uma viagem até a maior fábrica de doces do mundo, que se chama Wonka, Charlie vai com seu avô visitar o lugar.
Guiados pelo próprio Wonka, que sempre que tem chance solta citações de ninguém menos que William Shakespeare, Oscar Wilde e John Keats, isso só pra lembrar alguns.
Os oompa-loompas, os copiadíssimos anões de pele alaranjada e cabelos verdes, também soltam algumas mensagens fantasticamente coerentes e instrutivas através das musiquetas que todo mundo conhece ("Oompa-loopma, dumpa dee-doo..."). Falam sobre a destruição encefálica que o excesso de televisão causa, sobre o quanto é nojento uma criança mal-educada, sobre quão inconveniente é uma criança mimada e outras coisas do mesmo nível. Depois de ter assistido ao filme - quando já tenho uma opinião própria e uma mentalidade formada - ficou mais claro do que nunca que o mundo seria um lugar muito melhor se um quarto das crianças do mundo tivessem assistido a este filme e assimilado metade do que ele diz.


"Bêbados não marcham!"
(Frank Zappa)

20 de agosto de 2003

A mente mente!




Por mais incrível que pareça, o quadrado com a letra A e o quadrado com a letra B são da mesma tonalidade de cinza. Abram o Photoshop e confiram :-)
"Embora, para muitos, o uso da droga na medicina seja discutível, uma vez que diminui a concentração e que o hábito de fumar pode provocar câncer, para outros é uma possível cura para muitas doenças. Entre as propriedades da maconha está a atenuação dos efeitos negativos da quimioterapia, da aids, das cólicas menstruais, das dores de parto, da asma, dos derrames cerebrais, dos males de Parkinson e de Alzheimer, do alcoolismo e da insônia."

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI133788-EI298,00.html
O fogo

Da primeira civilização, salvaram-se as palavras. As palavras parecem pegadas de pássaros. Mãos mestras as desenharam na argila, com tubinhos afiados que faziam as vezes de lapiseiras.
Agora, milhares de livros de barros nos contam o que os sumérios contaram há mais de quatro mil anos.
"Tudo o que fazemos não é mais que vento", diz um desses livros: "Somos pó e nada".
E pó são, agora, os templos e os palácios daqueles antigos reinos da Suméria.
Mas as palavras ficaram. Não foram devoradas pela lepra do tempo. As antigas vozes sobreviveram graças ao fogo, que cozinhou a argila. O fogo as guardou. O fogo, que aniquila e salva; mata e dá vida: como os deuses, como nós.
Tem uma revista que eu guardo há muitos anos e que nunca mais eu vou abrir
Cada vez que eu me despeco de uma pessoa pode ser que essa pessoa esteja me vendo pela ultima vez
A morte, surda, caminha ao meu lado e eu nao sei em que esquina ela vai me beijar


Com que rosto ela virá?
Será que ela vai deixar eu acabar o que eu tenho que fazer?
Ou será que ela vai me pegar no meio do copo de uísque
Na musica que eu deixei para compor amanha?
Será que ela vai esperar eu apagar o cigarro no cinzeiro?
Virá antes de eu encontrar a mulher, a mulher que me foi destinada,
E que está em algum lugar me esperando
Embora eu ainda nao a conheca?


Vou te encontrar vestida de cetim, pois em qualquer lugar esperas só por mim
E no teu beijo provar o gosto estranho que eu quero e nao desejo, mas tenho que encontrar
Vem, mas demore a chegar. Eu te detesto e amo morte, morte, morte
Que talvez seja o segredo desta vida
Morte, morte, morte que talvez seja o segredo desta vida
Qual será a forma da minha morte? Uma das tantas coisas que eu nao escolhi na vida?
Existem tantas... um acidente de carro. O coracao que se recusa a bater no proximo minuto
A anestesia mal aplicada. A vida mal vivida, a ferida malcurada, a dor já envelhecida
O cancer já espalhado e ainda escondido, ou até, quem sabe
Um escorregao idiota, num dia de sol, a cabeca no meio-fio...


Oh morte, tu que es tao forte, que matas o gato, o rato e o homem
Vista-se com a tua mais bela roupa quando vieres me buscar
Que meu corpo seja cremado e que minhas cinzas alimentem a erva
E que a erva alimente outro homem como eu porque eu continuarei neste homem
Nos meus filhos, na palavra rude que eu disse para alguem que nao gostava
E até no uisque que eu nao terminei de beber aquela noite...


Vou te encontrar vestida de cetim, pois em qualquer lugar esperas só por mim
E no teu beijo provar o gosto estranho que eu quero e nao desejo, mas tenho que encontrar
Vem, mas demore a chegar. Eu te detesto e amo morte, morte, morte
Que talvez seja o segredo desta vida
Morte, morte, morte que talvez seja o segredo desta vida

19 de agosto de 2003

Você tem que detonar no momento certo, sem pensar
Depois de um tempo pode trabalhar para melhorar seu estilo
Como a gravata, e um aperto de mão firme
Um olhar repentino, um sorriso fácil
Você deve ser confiado pelas pessoas que você mente
Então quando elas estiverem de costas para você
Você terá a chance de enfiar a faca
Você deve manter um olho por cima do ombro
Você sabe que só tende a ficar pior, pior e pior a medida que envelhece
E no fim você pegará suas tralhas e voará para o sul
Esconder sua cabeça na areia
Apenas mais um triste e velho homem,
totalmente solitário e morrendo de câncer
"Tim foi a Londres e se esbaldou. Fumou cheirou, bebeu, viajou de ácido, ouviu música, brigou com a mulher - tudo muito - voltou para o Brasil com 200 doses de LSD para distribuir entre os amigos. Assim que chegou a Philips , que ele chamava de "Flips", onde visitou diversos departamentos, começando pelos que considerava mais caretas, como a contabilidade e o jurídico, onde cumprimentava o titular e repetia e mesmo discurso, com voz pausada e amistosa:

_Isto aqui é um LSD, que vai abrir sua cabeça, melhorar a sua vida, fazer de você uma pessoa feliz. É muito simples: não tem contra-indicações, não provoca dependência e só faz bem. Toma-se assim.

Jogava um ácido na boca e deixava outra na mesa do funcionário atônito. Como era um dos maiores vendedores de discos da companhia, todo mundo achou graça. No departamento de produção e imprensa, os presentes fizeram sucesso. Até André Midani, o presidente da compahia, recebeu o seu. E Tim voltou para casa viajandão, dirigindo seu jipe e certo de que tinha salvado a alma da "Flips". "

Durante muito tempo, alteração de consciência era sinônimo de uso de drogas, para a maioria. Timoty Leary, pai do LSD nos anos 60, antes de morrer e congelar seu próprio cérebro, declarou que o computador seria o ácido das novas gerações, ou coisa assim. Nos anos 60 multidões de jovens buscavam experiências místicas através do LSD. No século 21, esta experiência é proporcionada pela tecnologia , ao menos em nível de multidões. A principal diferença é que o LSD foi banido da legalidade, mas a tecnologia tem seu uso incentivado para todos, crianças, jovens , adultos e idosos.

Queiramos ou não, o cérebro humano está tendo que se adaptar velozmente às mudanças que a tecnologia impõe. Antes se recebia uma carta de vez em quando. Hoje são vários e-mails diários.
Antes só poderíamos saber algo sobre física quântica se fossemos físicos, ou tivessemos acesso a bibliotecas universitárias, hoje, em um minuto não se sabe nada sobre um assunto, e em outro, já pesquisamos na web e podemos começar a conversar sobre aquilo com tranquilidade. E podemos gerar nossa visão sobre o assunto em uma homepage. E podemos falar com alguém do Cazaquistão em tempo real sobre aquilo.

Para produzir arte, era preciso material, técnica, ou ambientes muito particulares.
Hoje com um Mac, ou PC e com(ou até sem) os periféricos certos, você pode fazer filmes, músicas, design, textos, gravuras, games, animações, com qualidade profissional. Tudo em casa. Você pode criar seu próprio estilo, e pode deixar tudo acessível a toda a humanidade, pelos veículos citados acima e outros mais.

18 de agosto de 2003

"Por que Deus, o criador de tudo o que existe no Universo, ao dar existência ao ser humano, ao tirá-lo do Nada, destinou-o a defecar? Teria Deus, ao atribuir-nos essa irrevogável função de transformar em merda tudo o que comemos, revelando sua incapacidade de criar um ser perfeito? Ou sua vontade era essa, fazer-nos assim toscos? Ergo a merda?"
" [...]O excremento, em geral, sempre me pareceu inútil e repugnante, a não ser, é claro, para os coprófilos e coprófagos, indivíduos raros dotados de extraordinárias anomalias obsessivas. Sim, sei que Freud afirmou que o excrementício está íntima e inseparavelmente ligado ao sexual, a posição da genitália - inter urinas et faeces ( é um fator decisivo e imutável. Porém isso também não me interessava."
(trecho de Secreções, excreções e desatinos - Rubem Fonseca)

16 de agosto de 2003

Legal, alguns dos candidatos a governador da Califórnia vão participar de um programa de TV, na rede Game Show Network, chamado "Quem quer ser governador da Califórnia?". Seis dos 193, isso mesmo, 193 candidatos inscritos para a eleição irão participar de provas com pódios, barulho e campanhas, mas obviamente não haverá espaço para debates políticos. Poderão haver também corridas com obstáculos para os competidores superar carregando maletas cheias de dinheiro. O vencedor levará US$ 21,2 mil o que, convenhamos, não é nada para os possíveis participantes do programa: o ator Arnold Schwarzenegger, a atriz pornô Mary Carey, o dono da revista Hustler, Larry Flynt, e o ator Gary Coleman.

Esta eleição está ocorrendo porque os californianos estão descontentes com seu atual governador, eleito em novembro passado, pelo grande déficit econômico do estado. Então, dia 7 de outubro haverá um plebiscito onde os californianos furarões seus cartões e dirão se querem que o atual governador continue e, se o rejeitarem, qual dos 193 candidatos eles preferem. Imaginem o tamanho da cédula!!!
Você já imaginou Nova Iorque, a "capital do mundo", sem luz por 36 horas? Tenho um amigo que mora lá. De quinta a tarde até hoje pela manhã ele estava isolado do mundo. Hoje ele mandou um email:

"Lots of people will talk about it for a long time. So, I will stick to my version. For an industrialized country like the US, I realize you are dead with electricity.

None of us were in the elevator. Annette, Tim and I left the office and went to the nearby bar and drank their cheap beer. I walked Annette home. It was kind of fun at first until the night fell on us. The city with millions of people stranded. People who can't go home and became instantly homeless.

I restored servers. They are up."


É, se nota que estamos cada vez mais dependentes da eletrecidade e que não estamos nos preparando muito pra suprir esta dependência.

15 de agosto de 2003

tipo, isso é idiota, grande idiotice:
Essa nao é noticiada pelo potencial da informação. Ha cerca de 20 mil anos existiu uma especie muito semelhante ao homem atual. Pelos estudos realizados com seus fosseis, sabe se que possuia um cerebro bastante avançado, superior mesmo para a media atual. Mas o que mais surpreende os cientistas são as caracteriscas "anfibias" que pareciam estar desenvolvendo. Afirma se que eram capazes até mesmo de respirar por baixo d'agua por tempo indeterminado. Não se sabe porque dessa mutação, que aos olhos convencionais parecem estar mais para uma involução que evolução. Os geologos e antropologos explicam que a area restrita em que viviam nunca foi ameçado por enchentes e que nao pareciam estar migrando a lugar algum, que que nao tinham necessidade alguma disso. A evolução e a adptação, esta ligada sempre a necessidade e sobrevivencia. Não parece ter sido o caso. Outra questao sem resposta: porque esse povo de superioridade intectual nao tirou vantagem disso para aniquilar seus competidores e espalhar-se pelo globo ao invez de estarem extintos? A possibilidade mais provavel é que o homem "normal", em grande vantagem numerica, depois seculos de guerra conseguiu exterminar todas os principais focos da especie. Os sobreviventes, sem organização e nas maos de seus inimigos eram sempre mantidos a distancia um do outro. Deve ter haviado um motivo para isso. Assim não reproduziam-se entre si. Como eram diferentes e discriminados, copulavam apenas com os caras mais escrotos, entre essa raça que ja era inferior, a nossa. Os descendentes gerados possuiam logicamente tanto caracteristicas mediocres em determinados aspectos e tantas outras caracteristicas extremamente desenvolvidas. Continua, é claro.
O Travessão.

Ele se chama Miguel Pereira dos Santos, é brasileiro, e nasceu em 12 de julho de 1943, em Recife-PE. Filho de Pedro Francisco dos Santos e Helena Pereira dos Santos era chamado de Cazuza. Tinha 29 anos. Desapareceu e foi encontrado morto no dia 20 de setembro de 1972. Ele era militante. Na lage de seu túmulo, palavras como herói poderiam estar inscritas. Ou algo como:

*12/07/1943 - ?15/08/1972
Miguel Pereira dos Santos
"Mártir da revolução"

Entre o nascimento de miguel e sua morte, há um pequeno que sempre nos passa desapercebido - o travessão.
A vida de Miguel está ali, naquela lápide. Resumida neste ínfimo espaço. Suas lutas, suas crenças, sua fé. Experiências, estórias e histórias, pessoas, amores... todos naquele pequeno traço. Traço este que resume, o quanto algumas coisas podem ser insignificantes. À morte é despendida maior importância do que à vida. Amadorismo. O ser humano não sabe viver. Não conhece a importância de cada segundo, e a beleza de viver intensamente. Perde tempo, tolo.

Relatório Arroyo: "No Destacamento C, cerca do dia 20 de setembro, dois companheiros, Vítor e Cazuza, deslocavam-se para fazer um encontro com três outros companheiros. Acamparam perto de onde devia se dar o encontro. À tardinha, ouviram barulho de gente que ia passando perto. Cazuza achou que eram os companheiros e quis ir ao encontro deles, mas Vítor não permitiu. Disse que se devia ir ao ponto no dia seguinte. Pela manhã, Cazuza convenceu Vítor a permitir que ele fosse ao local onde, na véspera, ouvira o barulho. Vítor ainda insistiu que não se devia ir ao ponto, mas acabou concordando. Ao se aproximar do local do barulho, Cazuza foi metralhado e morreu."

'Há beleza na vida, e eu a amo'
Eclipse

Tudo que você toca
Tudo que você vê
Tudo que você saboreia
Tudo que você sente
Tudo que você ama
Tudo que você odeia
Tudo que você suspeita
Tudo que você protege
Tudo que você dá
Tudo que você negocia
Tudo que você compra
Peça, peça emprestado ou roube

Tudo que você cria
Tudo que você destrói
Tudo que você faz
Tudo que você diz
Tudo que você come
Todo mundo que você encontra
Tudo que você despreza
Todo mundo com quem você briga
Tudo que é agora
Tudo que já passou
Tudo que está por vir
E tudo sob o sol está em perfeita harmonia
Mas o sol é tapado pela lua

Pink Floyd
CD/DVD trazem versão ao vivo de clássico do Love

Vai sair em 7 de outubro o CD/DVD "The Forever Changes Concert", trazendo uma apresentação ao vivo realizada pelo LOVE no início deste ano, onde executaram na íntegra o álbum "Forever Changes", de 1967.

BELEZA....

14 de agosto de 2003

Colquem seus ternos e vamos ver TV

13 de agosto de 2003



"Suspense não é a manipulação de material violento, mas sim a dilatação de um período de tempo, a ênfase no que faz o coração bater mais depressa"

Durante as filmagens de The Lodger, em 1926, um extra faltou e o próprio , Alfred Hitchcock, entrou em seu lugar. Gostou tanto da experiência que passou a fazer isso em seus outros filmes. " No começo foi para cobrir um extra, mais tarde virou superstição, e depois, uma brincadeira , para enfim se tornar embaraçoso, já que tinha de aparecer ostensivamente nos cinco minutos de fita, senão o público não assistia ao filme tranqüilamente ". Foram 35 no total, incluindo os trailers que eram apresentados por ele.

Os Pássaros ( The Birds 1963):
Logo no começo, Tippi Hedren anda pela rua rumo a uma loja de animais. Hitchcock está saindo da loja com dois cães brancos.

Um corpo que cai Vertigo (1958):
Enquanto James Stewart se dirige ao escritório de um amigo, localizado num estaleiro, o bem humorado Hitchcock passa por uma calçada, carregando uma valise preta.

Janela Indiscreta (Rear Window, 1954):
Em quanto Grace Kelly e James Stewart observam a atividade nos apartamentos vizinhos, Hitch pode ser visto acertando um relógio na sala do pianista.
No dia 1º de agosto, 40 alemães se reuniram em uma rua, às 18h10, sacaram seus celulares e
ficaram gritando "Yes!Yes" por um minuto. Depois, começaram a bater palmas e simplesmente foram embora.
Na quinta-feira passada (dia 7), em Londres, cerca de 250 pessoas apareceram "de repente" em uma loja
de móveis em um shopping - as instruções? Mandar mensagens de texto para os seus colegas elogiando a
qualidade dos sofás da loja, sem porém usar a vogal "O". Na Alemanha, pessoas já fizeram ginástica em
plena rua usando guarda-chuvas coloridos; em Nova York, uma multidão invadiu a loja de brinquedos
Toys'r'us para ficar "rosnando" para um dinossauro de pelúcia gigante.


Estas pessoas realmente sabem como se divertir.

12 de agosto de 2003

definitivamente eh um saco ser incubido para se ocupar
com o problema que os outros arranjaram, provavelmente nao
sabem resolver e ainda reclamam quando voce demora um
pouco mais para resolver o problema da melhor maneira possivel

resumindo... eh um saco trabalhar

acho q tah na hora d eu assaltah um banco fugih pra um lugar
q nao precise dinheiro... ha imagina q engrassado
ter q arranjar dinheiro pra ih pra um lugar q nao precise d dinheiro

mmm
gostei da ideia
nada mais radical que uma cenoura ou uma batata. qual seu vegetal favorito?

me sinto meio que desempregado. admirei as ocupações antigas. e agora? só nao mudar o passo. tentarei com maior prazer o risco do riso. vou dancar sozinho. nunca choveu de verdade. deixa o vento. mas nao me tire, daqui.
" Ao filho mais velho deixou o moinho, ao do meio o burro, e ao mais novo o gato.
-Que vou fazer com um gato? - lamentou-se Tomás, o mais novo.
-Muitas coisas, meu amo.
-Tu falaste, gatinho?
-Falei. Compra-me umas botas e eu servir-te-ei dedicadamente."

11 de agosto de 2003

Esta imagem não lembra alguma coisa?





Os fãs de Beatles certamente diriam que lembra a capa do incomparável Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band



Esta capa foi feita pelo artista plástico e amigo dos beatles Peter Blake. Blake disse que, no início, colecionava as cópias que surgiam do seu trabalho na capa dos Beatles, mas depois surgiram tantas que ele desistiu. Ele mesmo confessa ter copiado a capa diversas vezes para outras obras.

?Uma das primeiras foi produzida para um álbum de Frank Zappa (chamado We Are Only in It for the Money, de 1968) e eu, francamente, a achei cruel e não gostei?, disse. ?Mas, hoje, eu vejo as coisas de forma diferente, com mais bom humor.?

?É fácil fazer uma paródia. Difícil é criar algo novo?, disse.

Neste ano, Blake foi convidado pela cidade de Liverpool para fazer um cartaz de propaganda para a candidatura da cidade a Capital Européia da Cultura.
Liverpool pediu uma "cópia" da capa de "Sgt. Pepper's"

?Eles me pediram especificamente que fizesse um Sgt. Pepper?s de Liverpool?, explicou. O cartaz realmente é muito parecido com a capa do disco, mas tem uma diferença fundamental: só mostra pessoas que tem ligações como a cidade, como os próprios Beatles, o cantor Elvis Costello e o atacante da time de futebol Liverpool, Michael Owen.
"Grupo articula primeiro 'tumulto-relâmpago' no Brasil"

"A onda do "tumulto-relâmpago", que já tomou conta dos Estados Unidos e de várias capitais das Europa, está chegando ao Brasil. Um grupo formado na internet no último sábado está articulando em São Paulo o primeiro flashmob (nome como a iniciativa foi batizada em inglês) do país. A data e o local da aglomeração ainda não estão definidos, mas a avenida Paulista parece ser o local preferido para o ato inaugural.
Lançados em Nova York em junho, os flashmobs são encontros em locais públicos programados por correio eletrônico e mensagens de telefones celular.
Os participantes realizam em conjunto alguma atividade ou "performance artística" para chamar a atenção – em geral, o ritual não faz sentido nenhum – antes de se dispersarem rapidamente. O grupo brasileiro é composto por internautas que se empolgaram com as notícias de "tumultos-relâmpago" estrangeiros.
Tumultos como aquele numa loja de brinquedos de Nova York, em julho, em que cerca de 300 pessoas "idolatraram" por três minutos uma imagem gigante de um Tiranossauro Rex antes de bater em retirada para evitar a polícia, que foi chamada.
Entre as propostas em pauta nas discussões dos flashmobbers brasileiros está uma segundo a qual o grupo vestiria camiseta branca e atravessaria a avenida Paulista na esquina com a rua Pamplona levando uma xícara de chá na mão direita e gesticulando um "não" com a esquerda. Outros sugeriram que, para chamar mais a atenção, os participantes carreguem guarda-chuvas abertos dentro de uma das lojas da rede de lanchonetes McDonald's na avenida Paulista ou na estação de metrô Trianon-Masp. [...]"

Podíamos correr com ursinhos amarrados aos pés gritando "Guilhotina! Guilhotina!"
O poder local, da questão da Democracia, minhas idéias estão confusas hoje, acho que vou tocar um café,
tocar café, poderia até, mas talvez não fosse saudável ao meu emprego. Vou apenas tomá-lo.
....... (tomando café)
O poder local, da questão da democracia, não consigo, definitivamente não consigo ordenar as palavras de forma concisa.
Fui entregar uns filmes hoje, e deparo-me com um cartaz:

Aberto das 12:00 às 22:00

Que irritante. Das 12, doze horas! Entenderam, eles só abrem ao meio-dia!
Alberto já tinha ME TIdo isso, TIdo isso.
Ele me disse que o poder local, da questão da democracia, que tosse, faz duas semanas que eu não páro de tossir, e se eu não parar nunca mais!?
Seria a Maior tossedora do mundo assim como um recorde. Recorde de lembranças, é bom, de uns tempos para cá tenho recordado muito.
Ando meio nostálgica ultimamente, vinis, músicas, filmes, lembranças, bolos. Fiz um bolo de chocolate realmente gostoso.

"Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar-se." (W. Shakeaspere)


9 de agosto de 2003

O boi decapitado está sangrando.
Deitado ali sem se mexer,
não faz se quer um movimento,
desde de manhã
Sinto que ele está com medo e arrependido.
Não seja estúpido e pegue minha arma.
Não Seja estúpido.

8 de agosto de 2003

Frank Zappa dizia que nao fazia musica, fazia filmes para os ouvidos. Pra quem gosta desse tipo de coisa, indico o disco smile do beach boys. Sei muito pouco sobre ele, mas pelo que escutei alem de psicodelico é muito trabalhado, bem produzido. Na verdade eu gostei porque é uma loucura sonora.

confesso que
as vezes, em momentos como esse, me da meio que nao sei: especie de ciumes ao sair espalhando aquilo que nem é meu. mas... essa é a parte ruim do engano.

Ah, porque escrevo isso:
"Enquanto Brian Wilson se prepara para tocar músicas do mítico disco 'Smile' pela 1ª vez na estrada, confira 'Pet Sounds', maior clássico dos Beach Boys, de 1966." Fonte: Conexão Mtv
Filme espetacular com um elenco que inclui Benicio Del Toro, Denis Faria, Alan Ford e Brad Pitt (tem suas graças também). Uma viagem pelos mundos do boxe, dos ciganos irlandeses, das lojas de penhores, das fazendas de porcos. É uma comédia divertidíssima e inteligente.
" O ex-cozinheiro-chefe do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein, o comandante Qais Rajab, entregou-se hoje em Tikrit. De acordo com seus familiares, ele decidiu se render depois que tropas norte-americanas entraram em sua casa ontem à noite."

Só fatos interessantíssimos na mídia hj!
E enquanto isso Bush se diverte....


Se não me engano além do Arnold Schwarzenegger, quem tentará a candidatura no estado na Califórnia será o rei dos filmes pornográficos Larry Flint...
Eleição mais bizarra de todos os tempo...

Vamos matar algumas pessoas e transar..
Documentário traz cenas inéditas do Pink Floyd (07/08/03)

Está previsto para ser lançado em 26 de agosto em DVD e VHS um documentário produzido pela Eagle Rock Entertainment sobre o álbum "Dark Side Of The Moon" do PINK FLOYD, que trará entrevistas com os integrantes da banda e com o engenheiro de som Alan Parsons, filmagens das sessões de gravação e algumas cenas inéditas, tal como versões acústicas de "Brain Damage" e "Breathe", entre outras.
"BURBANK, Califórnia (Reuters) - Num gesto que causou grande surpresa política, o ator Arnold Schwarzenegger anunciou na quarta-feira que vai desafiar o governador da Califórnia, Gray Davis, numa eleição especial marcada para outubro. Seu gesto inédito pode mudar toda a configuração da corrida eleitoral.

Pondo fim a semanas de especulações sobre suas intenções políticas, Schwarzenegger disse no programa "The Tonight Show with Jay Leno", da NBC, que os políticos da Califórnia "estão decepcionando o povo, e quem está decepcionando o povo mais do que qualquer outra pessoa é Gray Davis". "

Fato inédito!!!!!!!!!Teremos um EXTERMINADOR no governo da califórnia! hehehe
Novos tempos, novas formas de se fazer política!

7 de agosto de 2003

Me sinto cansado

"A semana passada no fim da semana
João resolveu não brigar
A semana passada, no fim da semana João resolveu não brigar
No domingo de tardem saiu apressado
E não foi pra ribeira jogar capoeira
Não foi prá lá
Pra ribeira foi namorar"
(G. Gil)

6 de agosto de 2003

Sabe aqueles desejos secretos...
aqueles que a gente tem quando está carente ou cansado,
ou simplesmente por manha?
Aqueles mais íntimos, sem pudor, sem decência, sem piedade.
Vocês já pensaram se um dia eles realmente se realizassem?
E aí, você assumiria sua vontade secreta e sentiria o prazer de saciar seu desejo, ou corromperia seu anseio para não afetar a ordem social e natural das coisas?
Talvez você mude de idéia.
Cuidado com o que você deseja.
grade, grande
serei grande nem que seja pelo tamanho de minha arrogancia

Se eu pensar e apenas pensar
Posso sim passear pelas ruas, nas nuvens
Mas nunca encontrarei a deus
Melhor supor proprias virtudes
Posso sim fazer o certo
Sem ameaça do inferno
Ao Regador e demais adoradores de Blues:

Yardbirds vai lançar CD com show inédito dos 60's (04/08/03)

Vai sair em 29 de setembro um álbum ao vivo inédito do YARDBIRDS, chamado "Live Blueswailing!", trazendo uma apresentação ocorrida em 25 de julho de 1964, contendo duas faixas nunca registradas em nenhum disco: "Sky Is Crying" e "Someone To Love".

Fonte: whiplash.net
mmm...
as paredes amarelas
em algumas partes tons amarelo caganeira
em outras um amarelo mais doce
um cilindro vermelho perpetua sua solidao simplesmente marcando o nivel
e observando as bromelias logo a sua frente

as luzes sao auto-reflexivas e tem cabelos q nos ajudam a ver
a ver oq?
oras... ver mais luz

todos esperando q os ponteiros se juntem em cima
para poderem seguir para o proximo passo de suas entediantes rotinas

eh muito engrassado... voces deveriam ver

soh tem que cuidar quando chegarem
o vigilante que nao vigia pode barra-los

5 de agosto de 2003

Vi ontem na tv uma entrevista com um cara punk, um tal de Dawkins. Olha numa outra entrevista o que ele fala sobre as religiões. Olha a comparação o que cara faz.

só mais uma coisa: alguem pode me explicar porque somos obrigados a respeitar a fé dos outros?

"ENTREVISTA COM RICHARD DAWKINS

(McDonald)

Mas a religião é um meme (equivale a tipo um dna cultural) muito bem sucedido. Quero dizer, na sua própria estrutura os genes que sobrevivem - os com os genes mais egoístas e bem sucedidos presumivelmente têm algum mérito. Agora se a religião é um meme que sobreviveu por milhares e milhares de anos, é possível que haja algum mérito intrínseco nela?

(Dawkins)

Sim, há um mérito nela. Se você fizer a pergunta, porque qualquer entidade replicante sobrevive através dos anos e das gerações, é porque ela têm mérito. Mas mérito para um replicador apenas significa que ele é bom em se replicar.

O vírus da raiva têm um considerável mérito, e o vírus da AIDS tem um mérito enorme. Essas coisas se espalham com muito sucesso, e a seleção natural pôs neles métodos extremamente efetivos de se espalhar. No caso do vírus da raiva ele causa espumação na boca de suas vítimas, e o vírus é espalhado na saliva. Ele as faz morderem e se tornarem extremamente agressivas, então elas tendem a morder outros animais, e a saliva entra nelas e ele passa adiante. Esse é um vírus muito, muito bem sucedido. Ele tem um mérito muito considerável.

De certa forma toda a mensagem do meme e do gene é que o mérito é definido como em bom ser espalhado afora, bom em auto-replicação. Isso é claro muito diferente do mérito como nós humanos podemos julgar."


Salve as tradições!
Olha só...
Hoje na globo, vai passar Beleza Americana
Filme que critíca o "american way of life" e a vida hipócrita de seus personagens (inspirados na maioria dos seres humanos).



LESTER BURNHAN ( KEVIN SPACEY) é um "quarentão", que cansado da "futilidade"da esposa ( ANNETE BENING) e da "mima" da filha( THORA BIRCH) resolve dar um basta na vida comercial que vivia. O que o ajuda a fazer isso é uma momentânea paixão que ele sente pela amiga de sua filha (MENA SUVARI).

A capa, o título que em inglês é AMERICAN BEAUTY, retratam uma rosa muito cultivada nos Estados unidos e que serve de ícone para o filme.

Só que esta rosa não possuí nem espinhos e nem cheiro......

4 de agosto de 2003

Just say know!!!

Timothy Leary, "pai da contracultura", foi o psicólogo americano que introduziu a teoria da terapia interpessoal em Harvard, na qual o terapeuta tenta viver a realidade do paciente para poder entender o que se passa com ele.

Leary também foi quem, na década de 60, levou a psilocibina e o LSD para dentro de Harvard, distribuindo-os para qualquer aluno que quisesse fazer parte do seu projeto de pesquisa sobre estados alterados de consiência.

Em 1960 Allen Ginsberg procurou Leary para contar suas experiências com ayahuasca, o chá usado nas cerimônias do Santo Daime, e assim começou a interessante relação de Leary com os beats, relação que culminou com o encontro de Leary os Pranksters em Millbrook, em 63.

Leary morreu de causas naturais em 1996, com 76 anos. Foi cremado e 7 gramas de suas cinzas foram lançadas no espaço.
But baby
Remember
It's my life and I'll do what I want
It's my mind and I'll think what I want

Animals - It's my life

Respeitem a mente doente. Quem deu o diagnóstico? Quem julga? Segue-se a maioria? Apenas por ser maioria? Ou é determinado por manuais?

Gostaria de ver a defesa agindo. Justificativa nazista, argumentação racista, discurso pela desigualdade. Como as coisas seriam mais interessantes. Afinal poderiamos ter dialogos ao inves de coros repetindo o obvio, obvio, obvio. É de se esperar mesmo que isso aconteça em nossos tempos. Cada vez mais o politicamente correto pesa em nossas decisões, em nossos pensamentos, fazendo com que nosso livre arbitrio, nossa vontade, nossas convicsões sejam esmagadas pela ditadura da maioria. Que monstros estamos criando! O que faremos com nosso instinto? Em que resultara tanta repressão a si mesmo em nome da sociedade e de um mundo melhor? Barbaros! Estão criando barbaros em jaulas: dizem que as jaulas são necessarias com esse tipo de gente. Na verdade esse tipo de gente é resultado de jaulas. "A unica meneira de se livrar de uma tentação é cedendo a ela. Pecando o corpo se liberta do pecado"
Kesey serviu como ponte entre os Beats dos 50 e os Hippies dos 60, além de ser o autor do aclamado " Um Estranho no Ninho", posteriormente transformado em filme, para seu desgosto.

Ganhou notoriedade como agitador ao encher um ônibus colorido, o Furthur (de Further - Além, mais Future - Futuro) com os seus asseclas, e atravessar a América. A experiência, celebrizada por Tom Wolfe em 1968 em seu livro "O Teste do Ácido do Refresco Elétrico", é tida como a quintessência da era psicodélica. Os assentos do veículo foram trocados por sofás, enquanto um intrincado sistema de som e filme entretinha os passageiros. A troupe autodenominada de Festivos Gozadores (Merry Pranksters) ia interagindo com caipiras e caubóis que encontrava pelo caminho. No destino final, Nova Iorque, os Pranksters assistem a um show dos Beatles, que na época, 1964, ainda eram um tanto comportados. Neal Cassady, grande inspirador do movimento Beat, ia na boléia do Furthur. Detalhe: no fundo do ônibus, refrigeradores guardavam suco de laranja encharcado com LSD.
"De repente eu me encontrei em um estado de estranha inebriação. O mundo externo mudou como em um sonho. Os objetos pareciam ter ganho relevo, assumindo dimensões incomuns; e as cores se tornaram mais brilhantes. Até mesmo a auto-percepção e a noção do tempo haviam mudado. Quando os olhos estavam fechados, imagens coloridas passavam lampejando em um caleidoscópio que se movimentava rapidamente. Poucas horas depois essa inebriação que não me era desagradável e que fora experimentada enquanto eu estava completamente conciente, desapareceu. O que havia causado esse estado?"

Albert Hofmann, Laboratory
Notes (1943)

LSD Dr. Hofmann, LSD...

1 de agosto de 2003

"Experiência não é o que aconteceu com você,
mas o que você fez com o que lhe aconteceu."


Quem escreveu isso foi Aldous Huxley, autor do livro As Portas da Percepção (The Doors of Perception), que deu nome ao The Doors.


minha boca
é pouca pro desejo
que anda à solta


(M.Medeiros.)


rock
me faz sentir
de preto
gostosa
me faz dançar o pêlo
me pela
me faz sentar de cócoras
se tivessem explicado, talvez eu gostasse.
se freude falasse que o certo é seguir os instinstos e só os instintos, viveria como um animal.
e quando pedissem algum porque, eu nao mentiria nunca, nunca, nunca mais. sério.
"As pequenas coisas...
Não há nada maior
"

Do filme Vanilla Sky, que só vi hoje.

Não chega a ser uma obra prima, mas se alguém ainda não viu e não tiver nada melhor pra fazer, é uma opção.

Já a trilha sonora, ah, a trilha é espetacular. Tem Radiohead, REM, Sigur Ros, The Monkees e mais uma porrada de coisa legal...