16 de dezembro de 2007




Poupando alimentos, ouvidos e outros...

Em alguma manhã dessas, tomando meu achocolatado, vi uma notícia informando que o bispo da cidade de Barra na Bahia, dom Luiz Cappio, está fazendo uma greve de fome no intuito de paralisar as obras de transposição das águas do rio São Francisco (para os íntimos, Velho Chico).
A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), em nota, convocou todos os cristãos a participarem do "jejum".
"O governo democrático tem a responsabilidade de interpretar as aspirações da sociedade civil, em vista do bem comum, de oferecer aos cidadãos a possibilidade de participar nas decisões", afirma a entidade.
Um discurso bastante politizado para uma entidade religiosa, diga-se de passagem.
Bem, gostaria de convocar de forma veemente todos os cristãos do mundo a participarem deste jejum por tempo indeterminado. Torço para que vosso esforço seja totalmente em vão e seus corpos definhem desidratados e famintos. Imaginem o mundo após este fato. Teríamos aproximandamente 1,1 bilhão de bocas a menos para alimentar. Poderíamos enviar a produção excedente para as nações mais necessitadas a preços subsidiados. Sem aquele discurso intimidador dos padres sobre queimar no inferno que as crianças ouvem desde que nascem, teríamos cidadãos mais felizes, menos guerras e alguns desacreditados a mais (fazer o que).
Bem, era só pra deixar registrado...




Notícia: aqui

Imagem: veio daqui



Um comentário:

eujoelpj disse...

Bem, também gostaria de deixar meu comentário:
É por pessoas hipócritas iguais a que deixou o recado acima que não sabem discutir, tolerar, ponderar, e sair de seu umbigo que não conseguimos construir um mundo melhor: mais justo, solidário e igualitário...
Independentemente de ser Cristão ou não.. todos tem o direito a participação política, indepentemente de sua posição religiosa... se algum dia houve intolerância neste mundo é culpa dessa gente que acusa egoisticamente e simplificadamente as coisas e se acham os "donos do pedaço"..
A questão da Transposição do Rio São Francisco deve ser discutida e poderada seriamente.. e, se Dom Cappio fez Greve de Fome é por que queria chamar à discussão defendendo os interesses do povo explorado...
Democracia não se faz desse jeito... mas infelizmente ela demorará muito para acontecerpor pessoas desse nível de mesquinhez