29 de setembro de 2004

Millôr Fernandes, Jornal do Brasil, sem data

Sempre defendi os fumantes (como defendo os drogados), mas acho que tudo que se faça pra tirar o charme do fumo (e da droga, quando ela for definitivamente liberada) está certo. Desde proibir publicidade, até botar fotos assustadoras (doenças e deformidades) nos maços de cigarro. Mas essa medida, como tantas outras, é inócua. Pros mais pobres vai aparecer logo camelô vendendo capinha de plástico. Fumantes com um pouco mais de dinheiro vão voltar àquelas antigas e elegantes carteiras de metal.

Mas, tudo bem. O que não se pode é apoiar essa criminosa estupidez que é a Proibição. Quem criou o tráfego e tráfico de drogas, e o mantém, foi, e é, a Justiça, a Lei, a Polícia (nessa ordem). Mas, em vez de fotos horríveis nos maços de cigarro, peço que aceitem minha velha sugestão, da qual fumante algum conseguirá se livrar. Sempre que botar um cigarro na boca será ridicularizado. Em cada cigarro, bem grande, estará escrito: VICIO IDIOTA.

O Ministério da Saúde previne: O cigarro mata, e, morto, você não pode mais fumar.
José Serra vai combater, tentar impedir, a propaganda de cigarro na televisão. Já não é sem tempo. Um combate difícil, pois todo o mundo tem interesse nessa publicidade. Assim como o Governo tem interesse na venda dos cigarros, venda que será fatalmente diminuída com a ausência da publicidade.

E, como ninguém está interessado em liquidar com o vício, apela-se para a hipocrisia: "O Ministério da Saúde informa: o cigarro dá câncer, causa atropelamento, provoca assaltos a mão armada e sua mulher, que não suporta o seu mau hálito, está na bica de dar prum não fumante".
Tudo depois de uma publicidade charmosa e mentirosa com garotas e garotos tão bonitos como só existem na televisão. O Ministro Serra conseguirá maior efeito de contenção obrigando apenas as fábricas a colocar em todos os cigarros, de ponta a ponta, a frase: "VÍCIO IDIOTA".
Por circunstâncias, não por virtude (a virtude também causa câncer no duodeno), jamais botei um cigarro na boca. Paralelamente, acho o cigarro um vício absolutamente não compensador - até pico na veia tem retorno melhor.

Agora, pelo amor dos céus, ministro, nem pense em proibir o fumo. A proibição cria imediatamente, saindo de todos os buracos da sociedade, o conluio polícia-traficante-legisladores-juízes-prefeitos e todos os demais homens honrados.
Em 30 anos, a legislação internacional transformou o comércio de drogas na maior empresa multinacional de todos os tempos. Inextirpável, agora.


Fonte: PSICOTROPICUS, ONG engajada na proibição da proibição das drogas.

É PROIBIDO PROIBIR!

Links relacionados: highlife.nl - spannabis.com - cannatrade.com

Nenhum comentário: